Polícia


Pedreiro é morto e família ferida em atentado no interior de Alagoas

Alagoas na Net/CortesiaJosé Alexandre foi assassinado na frente da esposa e filhos

José Alexandre foi assassinado na frente da esposa e filhos

Um pedreiro foi assassinado e sua esposa e filhos, de 13 e 14 anos, feridos durante um atentado a bala na tarde desta quarta-feira, 11. De acordo com a polícia, a vítima foi morta no momento em que chegava para trabalhar em uma obra no bairro São José, no município de Santana do Ipanema, distante 205 quilômetros de Maceió.

Segundo informações da polícia, José Alexandre dos Santos, idade não informada, foi abordado por quatro acusados não identificados. Ele estacionava seu veículo, acompanhado da família, quando foi surpreendido por quatro homens armados.

Populares informaram que, após receber o primeiro tiro, José Alexandre conseguiu sair do carro e tentou correr até a obra. Os bandidos efetuaram vários disparos e, além do pedreiro, chegaram a atingir a esposa e os filhos de Alexandre.

As vítimas foram socorridas e encaminhadas para o Hospital Dr. Clodolfo Rodrigues, em Santana. Já o pedreiro morreu no local do crime.

Maria Silvania Pereira, esposa de Alexandre, foi atingida no tornozelo e teve que passar por uma cirurgia. Os adolescentes foram atingidos superficialmente por vestígios das balas e não correm risco de morte.

Segundo primeiros levantamentos da polícia, um veículo Fiat Siena, de cor preta, teria sido usado pelos bandidos na ação criminosa.

Unidades do Pelotão de Operações Especiais (Pelopes) e da Rádio Patrulha estiveram no local, bem como agentes da Polícia Civil. O veículo da vítima foi levado para o pátio da 2ª Delegacia Regional da cidade e o corpo do pedreiro encaminhado para o Instituto Médico Legal na cidade de Arapiraca, para necropsia.

O caso deverá ser investigado pelo delegado Manoel Wanderley.

Envolvimento com outros crimes

Segundo informações da polícia, o pedreiro tem passagem pela Delegacia Regional de Santana de Ipanema. José Alexandre teria sido preso em 2003, por tentativa de homicídio, e em 2011, por porte ilegal de arma.

Fonte: com AlagoasnaNet

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>